Frênulo da Língua

A cavidade oral possui um órgão especializado, a língua, composto por grupos musculares que permitem movimentos em diferentes direções e participa ativamente das funções de sucção, deglutição, mastigação, fala e até mesmo respiração.

Ao nascimento, a língua apresenta em sua intersecção com o assoalho da boca uma pequena prega de membrana mucosa denominada frênulo da língua ou freio lingual.

O freio da língua encurtado, inelástico, engrossado ou com uma posição alterada em direção à ponta da língua ou próximo à crista alveolar acarreta a Anquiloglossia ou Língua Presa.

Anquiloglossia

 

A anquiloglossia pode ser considerada uma anomalia oral congênita, que acarreta em restrição da mobilidade da língua em graus variados e pode interferir nas diversas funções orais, como sucção, deglutição, mastigação e fala.

Em crianças com frênulo normal observa-se que as funções orofaciais, assim como a mobilidade de língua, são mais bem executadas; bem diferente do que quando o frênulo é curto ou posição alterada.

Dependendo do grau da anquiloglossia, os problemas mais comuns que derivam de um freio lingual curto são os relacionados a uma alimentação deficiente, assim como sintomas de baixo peso, esgotamento do bebê, sessões longas de lactância, entre outros.

Teste da Linguinha

O Teste da Linguinha é um exame padronizado que possibilita diagnosticar e indicar o tratamento precoce das limitações dos movimentos da língua causadas pela língua presa que podem comprometer as funções exercidas pela língua.

Deve ser realizado por um profissional da área da saúde que esteja qualificado.  O ideal que seja um fonoaudiólogo.

O exame, que não tem nenhuma contraindicação, deve ser realizado o mais cedo possível para evitar o problemas, de preferência que faça o teste no primeiro mês de vida.

O profissional irá levantar a língua do bebê para averiguar se a língua está presa, e também observa quando o bebê estiver chorando e sugando.

Caso tenha alguma alteração, o bebê será encaminhado para tratamento médico indicado ou cirurgia, para reconstrução ou remoção parcial ou total do frênulo da língua.

Leia sobre outros exames de triagem neonatal, clicando aqui.

 

O tratamento é Cirúrgico

Os tipos de cirurgia para tratamento variam de acordo com a alteração apresentada e a idade do bebê.

Após qualquer tipo de cirurgia, geralmente recomenda-se fazer sessões de terapia para melhorar os movimentos da língua que não foram aprendidos através do uso de exercícios que devem ser adaptados à idade da criança e aos problemas que ele apresenta.

 

Aquisição de Linguagem

Ao crescer, a criança começa a se relacionar com o ambiente e, por fim, inicia o processo natural de aquisição da linguagem.

As crianças com anquiloglossia podem apresentar dificuldades de produzir o som de algumas letras, principalmente consoantes que requerem o toque da língua em algumas partes de dentro da boca para dar forma correta ao som com para as as letras T, D, Z, S, N e L.

Mas mesmo com o freio lingual curto, é comum que os músculos da língua e seus movimentos se acostumem à restrição do freio.  Portanto, não será necessariamente um impedimento à execução inteligível da fala.   Mas uma porcentagem das crianças com anquiloglossia não apresentará uma grande melhoria das habilidades da fala. Ao se comunicar suas palavras podem parecer incompreensíveis ou com uma articulação dos sons pobre.

Você pode ver um infográfico com as etapas do Desenvolvimento da Linguagem, clicando aqui.

 

Complicações da Língua Presa

As complicações mais frequentes da língua presa quando não é tratada, são:

  • Dificuldade para mamar;

  • Atraso no desenvolvimento ou crescimento;

  • Alteração de fala;

  • Risco de engasgo;

  • Dificuldade para introduzir alimentos sólidos na alimentação da criança;

  • Problema no posicionamento dos dentes;

  • E alteração na aparência, resultando em problemas de auto-confiança.

LogoLiviaHorizontal.png